Vídeos

Visitas

sábado, 12 de novembro de 2011

Código Florestal - A luta da sociedade continua

As alterações do Código Florestal atualmente estão sendo analisadas por diversas comissões do Senado.
A Sociedade Civil, em diversas partes do País, está organizada, atenta  e lutando para que não haja o maior retrocesso ambiental do Brasil, com a anistia a criminosos ambientais e permissão de destruição de áreas protegidas, como as Reservas Legais e as Áreas de Proteção Ambiental.

Foi criado o Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sutentável. Este formado por dezenas de instituições da socieade civil.

Está na internet o site FLORESTA FAZ A DIFERENÇA do referido Comitê. Nele encontra-se diversas  informações sobre o Código Florestal e o que está acontecendo no dia a dia do Sendado. Além disso há depoimentos muito bons sobre os riscos das muitas propostas apresentadas por alguns senadores ou  a manutenção do texto que veio da Câmara dos Deputados.
Personalidades como Marcos Palmeira, Felipe Camargo, Bruna Lombardi, Denise Fraga, Gisele Bundchen, Washington Novaes, Marina Person e tantos outros dão seus depoimentos em favor da Defesa das Florestas e contra alteções no código florestal que representam ameaças diretas a consevação ambiental do país.
A recomendação é que se visite o site http://www.florestafazadiferenca.com.br/home/ e integremos nessa Campanha FLORESTA FAZ A DIFERENÇA  em defesa das nossas florestas. No site tem como enviar mensagens diretamente aos Senadores além da utilização das redes sociais para incorporar mais pessoas nesta campanha.



4 comentários:

  1. Amigos,
    acho quie toda a sociedade,deveria conheçer e participar dessas mudanças,que estão querendo fazer no código florestal brasileiro,pois é o futuro do nosso meio ambiente que está em jogo,e temos que tomar uma posíção,para garantir melhores dias...

    Abraço.
    paulo Romero.
    Meliponário Braz.

    ResponderExcluir
  2. Tenho ficado cada vez mais intrigada com a participação de atores globais em campanhas como está e outras! Pergunto-me sempre quem pode está por trás e com que intenção. Se eu só aceitar por aceitar, estarei assumindo uma ação tão irracional, quanto a ação que atribuo aqueles que se engajam sem saber quem promove a ação. No fundo do meu coração, gostaria de acreditar que estes globais sirvam para qualquer coisa de útil! Admito que para "chegar no povão" precisava deste tipo de apelo e campanha esclarecedora, como é o caso da luta contra o câncer. Talvez, seja a hora dos movimentos ambiental-sociais também reverem suas formas de fazerem campanhas deixando de lado o próprio umbigo, pois muitos vêem a questão ambiental como apenas uma temática legal e de projeção, porém quando é confrontado com a necessidade de fazer algumas opções em prol do meio ambiente, já não se mostram tão determinados. São poucos que abrem mão de seu conforto para realmente contribuir com o meio ambiente.

    ResponderExcluir
  3. Todo cidadão, independente de credo ou profissão tem o direito e é livre para se engajar em qualquer movimento da sociedade, expressar o seu pensamento e colaborar na medida das suas possibilidades, seja para o meio ambiente ou qualquer outra temática.
    Se for em favor do meio ambiente, ainda melhor, precisamos disso.

    ResponderExcluir
  4. Acho que todos devem participar. A grande participação da sociedade é que traz mudanças consideráveis e até ja trouxe eventos decisivos em muitos fatos da história do Brasil.

    ResponderExcluir

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas
Uma jovem planta de umburana de cambão