Vídeos

Visitas

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Abelhas são apreendidas em carreta pela polícia ambiental no Acre

             25/01/2014 13h08
-Atualizado em 25/01/2014 13h55

Veículo seguia de Rio Branco com destino a Santa Catarina.
Condutor da carreta portava Guia de Trânsito Animal (GTA) irregular.

Do G1 AC
Pelotão Ambiental apreendeu caixas com abelhas (Foto: Júnia Vasconcelos/ Arquivo pessoal)
 
Pelotão Ambiental apreendeu caixas com abelhas (Foto: Júnia Vasconcelos/ Arquivo pessoal)
A Polícia Militar Ambiental do Acre apreendeu na noite desta sexta-feira (25) caixas com abelhas que estavam sendo transportadas em uma carreta. O veículo foi abordado na BR-364, altura do Trevo das Quatro Bocas em Rio Branco, após denúncia.

Entre as madeiras que também estavam na carreta, foram encontradas seis caixas contendo as abelhas nativas. De acordo com a polícia, o veículo seguia de Rio Branco para Santa Catarina, onde as abelhas seriam comercializadas.
Carreta seguia com destino a Santa Catarina (Foto: Hedislandes Gadelha/Arquivo pessoal)
 
Carreta seguia com destino a Santa Catarina (Foto: Hedislandes Gadelha/Arquivo pessoal)
Segundo o 3º sargento da Polícia Ambiental, Marcos Roberto Silva, dificilmente as abelhas resistiriam a viagem. "Elas foram encontradas no fundo da carreta quente. Provavelmente não conseguiriam chegar ao destino por falta de ventilação. Além disso essas espécies não sobreviveriam em outro local por ser de bioma diferente", explica.
saiba mais
 
O condutor da carreta portava a documentação fiscal para a venda das abelhas e o Guia de Trânsito Animal (GTA), porém, as documentações estavam irregulares e com informações incompletas.
Consta na nota fiscal 14 colmeias, mas apenas seis foram encontradas. O dono das abelhas é Francisco Genival Maia, proprietário da empresa Favo Rio de Mel, localizada no município do Bujari. Ele compareceu à Delegacia de Flagrantes (Defla) para prestar depoimento.
Ele conta que conheceu um produtor de Santa Catarina por meio da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Planejamento familias (Seaprof), que esteve na capital para conhecer algumas espécies. "Ele me pediu para mandar umas para ele realizar algumas experiências, até para preservação da espécie", diz Maia.

Francisco Genival alega ter tomado todas as medidas legais e se diz surpreso com a apreensão. "Eu não sei qual foi o equívoco, que houve essa denúncia e apreenderam as abelhas. Eu fiz tudo direitinho, estive no Idaf (Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal), tirei o GTA, fiz tudo e a nota fiscal. Então eu achei que com esse documento eu poderia trafegar para todo país sem nenhuma restrição", conta.

Segundo os técnicos em criação de abelhas nativas sem ferrão Engelberto Flach, o caso será apurado.
 
"A orientação que nós técnicos passamos para os produtores é que até o momento não é permitida a comercialização, inclusive por se tratar de um material disponibilizado por um programa de governo", diz.
Colaborou Júnia Vasconcelos, da TV Acre.

http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2014/01/abelhas-sao-apreendidas-em-carreta-pela-policia-ambiental-do-acre.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas
Uma jovem planta de umburana de cambão